Picape MB tem nota máxima no Euro NCAP

29
Modelo apresentou resultados relevantes nas categorias de segurança aos ocupantes, segurança infantil, proteção para pedestres e sistemas de assistência

Da redação

Com cinco estrelas de pontuação, a X-Class, picape de luxo da Mercedes-Benz,  recebeu o maior resultado possível no teste de segurança independente “Euro NCAP”. O modelo apresentou resultados relevantes nas categorias de segurança aos ocupantes, segurança infantil, proteção para pedestres e sistemas de assistência.

A mais recente aposta da Mercedes-Benz, e que marca a entrada da marca no segmento de picapes médias, deve este resultado, acima de tudo, à sua estrutura com célula de passageiros de alta resistência e com extremidades dianteiras e traseiras capazes de absorver energia por meio de deformação controlada. Além disso, o modelo conta com inúmeros sistemas de segurança para o segmento de picapes médias. Como itens de série, a Classe X oferece, por exemplo, sete airbags e o sistema de fixação i-Size para dois assentos infantis. Os outros destaques de segurança incluem Assistente Ativo de Frenagem (Active Brake Assist) e Alerta de Saída de Faixa (Lane Keeping Assist). Adicionalmente a essas tecnologias, estão o programa de estabilidade de reboque, monitoramento da pressão dos pneus, controle de cruzeiro, faróis LED, além de câmera traseira e outra de 360 graus como opcionais.

Sobre a Classe X – A Mercedes-Benz Classe X tem design progressista e grande versatilidade de utilização: de picape robusta adequada para todos os terrenos a veículo familiar feito para o estilo de vida urbano. A Classe X ultrapassa as fronteiras do mundo clássico das picapes. Ela realça os pontos fortes de uma picape média e as características típicas reconhecidas nos produtos Mercedes-Benz, como dinâmica de condução, conforto, design, segurança, conectividade e exclusividade. Deste modo, a marca oferece uma alternativa às novas necessidades dos clientes de picape, além de expandir o segmento a novos grupos. O modelo deve chegar ao Brasil no segundo semestre de 2018.