Aumentam exportações de caminhões MB

23
Argentina, Chile e Peru foram os países que mais compraram caminhões brasileiros

A Mercedes-Benz do Brasil encerrou o primeiro semestre de 2017 com aumento de 44% nas exportações de caminhões. O volume entregue nesse período é de 3.965 unidades ante as 2.748 exportadas no ano anterior. No segmento de ônibus, o crescimento é de 24%, com a venda de 3.354 veículos em comparação com os 2.701 comercializados em 2016.

Entre os principais mercados para os quais a marca exportou, a Argentina foi o grande destaque do resultado. Foram embarcados para o país 3.072 caminhões no semestre. O Chile e o Peru também puxaram as vendas da Mercedes-Benz, com a comercialização de 463 e 233 caminhões, respectivamente.

Em relação aos modelos mais vendidos para o exterior, está na dianteira o semipesado Atego 1726, que tem conquistado espaço nas exportações pela sua robustez e durabilidade nas operações de transporte. O caminhão leve Accelo 815 também ganha evidência nesses mercados pela sua agilidade e flexibilidade na distribuição de produtos em áreas urbanas.

A Argentina também manteve a posição de destaque nas compras de ônibus ao atingir 1.401 chassis encomendados para esse mercado. O Chile desponta como o segundo principal destino dos chassis, alcançando 763 veículos vendidos. Com a entrega de 486 ônibus para o México, esse país se posiciona na terceira colocação do ranking.

O Micro-ônibus LO-916 é o principal produto exportado. O outro modelo mais vendido é o chassi de ônibus de piso baixo O 500 U, que tem como destaques elevado conforto, boa acessibilidade e agilidade nos embarques e desembarques dos usuários.

A Mercedes-Benz do Brasil tem aumentado de forma significativa suas exportações de veículos comerciais nos últimos anos. Em 2016, a marca avançou 37% nas exportações de caminhões, que passaram de 4.653 unidades em 2015 para 6.382 veículos no ano seguinte. As exportações de ônibus, por sua vez, cresceram 10%; de 5.902 unidades em 2015 para 6.527 em 2016.

Oriente Médio e África – O resultado expressivo das exportações Mercedes-Benz teve destaque não apenas nos países da América Latina. A marca também aumentou em 25% as vendas de caminhões para outros continentes, especialmente para regiões do Oriente Médio e África. No caso de ônibus, o acréscimo foi de 55% em relação ao primeiro semestre de 2016.

Recentemente, a Mercedes-Benz exportou 26 unidades do Atego 1725 4×4 para atender o transporte nas atividades de mineração em Serra Leoa e outras 14 para utilização no Ministério da Defesa dos Emirados Árabes Unidos. Todos esses veículos chegam ainda em julho aos países de destino.