Rodovia otimiza infraestrutura para celulares

42
Projeto desenvolvido pela Comba Telecom proporcionará acesso a serviços de voz e dados aos usuários da rodovia

Da redação

O principal sistema rodoviário que liga a região metropolitana de São Paulo ao Porto de Santos – e demais regiões litorâneas – passará a receber infraestrutura para um eficiente sistema de comunicação celular que irá proporcionar aos seus usuários cobertura 2G, 3G, 4G/LTE de alta qualidade para acesso a serviços de voz e dados ao longo de seus túneis e áreas externas. O objetivo do projeto é atender às necessidades de comunicação de milhares de pessoas que transitam pelo sistema Anchieta-Imigrantes para lazer ou trabalho, além de melhorar a segurança da estrada.

Com a mesma tecnologia e equipamentos empregados no metrô de Hong Kong, a solução desenvolvida pela Comba considera a utilização de um Sistema DAS Ativo de alta potência, com unidades remotas modulares instaladas ao longo da rodovia e túneis, juntamente com as antenas distribuídas. A modularidade do projeto também permite que a solução permaneça atualizada por anos – caso seja necessário adicionar uma nova tecnologia.

De acordo com Johnny Brito, CEO da Comba Brasil, “desde a sua chegada ao Brasil em 2006 a Comba tem sido pioneira em oferecer soluções completas e customizadas para grandes projetos de engenharia. Assim foi no Torneio Mundial de Futebol no Brasil em 2014, nos projetos para o metrô do Rio de Janeiro e São Paulo, e em todos os demais projetos que totalizam mais de 1.000 implantações ao longo desses 10 anos. Nesse caso em particular não será diferente, o projeto para a principal rodovia do Brasil receberá o que há de mais moderno em tecnologia para telecomunicações. Estamos muito orgulhosos por termos sido escolhidos para mais esse desafio”.

Com 58,5 km de extensão, a maior rodovia do país atravessa uma região com alto índice de chuvas, neblina, terrenos acidentados e instáveis. O caminho também recebe um tráfego estimado em mais de 40 milhões de veículos por ano e foi construído para servir como corredor de importação e exportação entre o maior complexo industrial do país e o maior porto da América Latina.