Buenos Aires reduz taxas de navios certificados

22
Benefício é oferecido pelas autoridades em função de os navios serem certificados por emissão de baixos índices de poluentes

O Porto de Buenos Aires, na Argentina, decidiu reduzir algumas taxas dos navios da Aliança e da Hamburg Sud, devido ao fato de que seus navios possuem certificados internacionais pela baixa emissão de poluentes. A preocupação com os padrões de qualidade do ar também estão entre as prioridades dos principais portos do mundo, que assumiram um compromisso intitulado “Iniciativa Climática Global dos Portos”, cujo objetivo é buscar a cooperação dos navios para reduzir as emissões de CO2.

“Adecisão do porto vizinho reforça nosso compromisso com o meio ambiente, garantindo que as nossas embarcações atuem de forma eficiente e sustentável”, afirma Gustavo Biluca, Gerente de Procurement da Aliança Navegação e Logística para a região da América do Sul e
Costa Leste.

Atualmente, os navios de contêineres têm os melhores resultados em
termos de emissões de CO2 por Km TEU em comparação aos aviões de
carga, caminhões, trens e balsas. Tanto que o grupo Hamburg Süd se
comprometeu a reduzir as emissões de CO2 de sua frota em 45% até 2020,
se comparado com o ano de 2009.

“A eficiência dos navios na operação diária é chave para o emprego
de menor recursos. O chamado Slow Steaming, por exemplo, poupa até 40% do combustível com a redução da velocidade em quatro nós. Também
estamos reduzindo o consumo energético de nossos contêineres
refrigerados em mais 30% nas novas construções. Tudo isso porque a
sustentabilidade é um componente imprescindível em nossa filosofia
corporativa”, enfatiza Biluca.

Environmental ship Index Um dos projetos dentro do WPCI (Iniciativa Climática Global dos Portos)
é o Environmental Ship Index (ESI), que identifica os navios que
promovem redução das emissões atmosféricas acima das exigências
previstas pelas normas de emissão da Organização Marítima
Internacional. O ESI avalia a quantidade de óxido de nitrogênio (NOx)
e óxido de enxofre (SOx), sendo um indicador perfeito do desempenho
ambiental dos navios.

O índice é utilizado pelos portos para recompensar navios que
participam do ESI e que assumem um papel de relevância na melhoria do
ambiente marítimo e portuário. “Todas as partes interessadas no
transporte marítimo podem usar o ESI como um meio para melhorar seu
desempenho ambiental e como um instrumento para atingir seus objetivos
de sustentabilidade”, complementa o executivo.