Destaque Marcopolo

Exportações impulsionam negócios da Marcopolo

Marcopolo

Da redação

Em 2017, a Marcopolo atingiu receita líquida de R$ 2,876 bilhões, o que representa um acréscimo de 11,7% sobre 2016, quando registrou R$ 2,574 bilhões. A encarroçadora avalia que o resultado reflete o início de retomada do mercado brasileiro de ônibus e a continuidade do foco da empresa na ampliação das exportações, que atingiram aproximadamente R$ 1 bilhão, o equivalente a 34,8% dos negócios da companhia. O lucro líquido no período foi R$ 82,1 milhões.

No ano passado, a Marcopolo apresentou aumento de 26,2% em unidades produzidas nas plantas brasileiras (8.633 unidades contra 6.840 em 2016). Os principais destaques foram o crescimento de 20,8% na produção para o segmento de ônibus rodoviários, apresentando expressivo aumento de 93,7% na receita líquida em relação a 2016; o desempenho dos segmentos de micros e do Volare, que cresceram em volumes 104,6% e 43,5%, respectivamente, e a ampliação da participação de mercado total da Marcopolo na produção brasileira de carrocerias, que encerrou 2017 com 48,1% contra 41,3%, em 2016.

Para 2018, a empresa prevê a continuidade da retomada das vendas de ônibus no Brasil, sendo que os destaques deverão ser a venda e produção de modelos rodoviários para o setor de fretamento e interestaduais, assim como a maior renovação de frota por parte dos operadores do segmento de urbanos. O Refrota, linha de crédito voltado ao financiamento de urbanos, após um início moroso, passou a se constituir como alternativa para clientes do segmento e vem fomentando vendas.

Exportações

As exportações tiveram crescimento de 5,1% em volume exportado em 2017 sobre o ano anterior (3.271 unidades contra 3.111). Entre as operações internacionais, a Polomex, instalada em Monterrey, no México, foi o grande destaque positivo com um crescimento de 5,9% nas unidades produzidas (1.272, em 2017, contra 1.201 em 2016) e de 213,0% no lucro líquido.

Em abril de 2017, a Marcopolo comunicou a aquisição da participação remanescente na empresa australiana Volgren, sediada em Melbourne, passando a deter 100% de seu capital. A operação da TMML (Índia) apresentou resultados positivos, com performance equilibrada ao longo do ano, sofrendo menos com a sazonalidade do mercado indiano. A unidade apresentou lucro líquido de R$ 4,3 milhões, 51,6% maior do que o mesmo período do ano passado.

Related Posts