Mercedes-Benz

O maior Campo de Provas do Hemisfério Sul

Campo de Provas da Mercedes-Benz

Da redação

A Mercedes-Benz inaugurou, em Iracemápolis (SP), o maior Campo de Provas do Hemisfério Sul, que é também o mais avançado e tecnológico do Brasil para caminhões e ônibus, segundo a montadora. O empreendimento demandou cerca de R$ 90 milhões em investimentos num terreno de 1,3 milhão de m2, que conta com uma estrutura especializada e 16 pistas de asfalto, concreto e terra. Ao todo, são 12 km para diversos tipos de testes.

A Mercedes-Benz do Brasil investiu cerca de R$ 90 milhões no Campo de Provas, com a perspectiva de geração de oportunidades de trabalho para a cidade de Iracemápolis e a região. “Estamos inaugurando essa moderna e fantástica estrutura de testes que traz recursos avançados como tecnologia digital e conectividade. Nossos engenheiros estão online com todos os Campos de Provas da Daimler no mundo”, destacou Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO América Latina. “Assim, nossa Empresa está preparada para as tendências do transporte e da mobilidade”.

maior Campo de Provas do Hemisfério SulInstalado ao lado da fábrica de automóveis em Iracemápolis, o Campo de Provas da MB adota um modelo similar ao da Daimler em Wörth, na Alemanha. Com isso, serão realizados, aqui no Brasil, testes com o mesmo rigor e padrão técnico e métrico seguidos por outras unidades do Grupo.  “É justamente essa capacidade que nos credencia a testar veículos para diversos mercados. Um ótimo exemplo é a pista de testes de durabilidade, que conta com mais de 840 placas de concreto pré-moldado que não se repetem. Elas são idênticas às colocadas na pista da Alemanha e de Madras, nos EUA”, afirmou o Dr. Christof Weber, vice-presidente de Desenvolvimento de Caminhões e Agregados da Mercedes-Benz do Brasil e um dos responsáveis pela idealização do Campo de Provas de Wörth e também do Brasil.

Todo esse investimento marca a retomada da confiança da montadora no mercado nacional, inclusive, como um de seus principais polos de pesquisa e desenvolvimento no planeta. “Esse Campo de Provas representa muito bem a nossa maneira de viver o futuro. Aliás, mais do que isso, de antecipar o futuro. É aqui nessas pistas, por exemplo, que poderemos em breve testar os mais tecnológicos e inovadores caminhões e ônibus Mercedes-Benz para o Brasil e outros países”, informou Schiemer.

O Prof. Dr. Uwe Baake, chefe de Engenharia da Alemanha, Turquia, China e, especialmente, do Brasil, destacou que o país sempre trouxe para a Daimler uma experiência muito rica em testes severos com caminhões e ônibus. “Em sua imensa extensão continental, o Brasil é um verdadeiro laboratório a céu aberto. Tem uma variedade incrível de estradas e vias, com diferentes topografias, pavimentos, altitudes e temperaturas. As severas condições do transporte no País ajudam muito a montadora a desenvolver veículos para enfrentar esses desafios e superá-los com força, robustez e durabilidade. O êxito da Empresa é tão evidente que ela não só atende o mercado interno, como também o externo. Os produtos feitos aqui levam essas mesmas qualidades para diversos países, tanto da América Latina, quanto de outros continentes. Ou seja, os veículos testados aqui estão aprovados para o mundo”, analisou.

O Campo de Provas foi construído em 18 meses e conta com 16 pistas de testes (14 pistas para verificação de durabilidade estrutural, uma de conforto acústico e térmico e uma de terra), numa extensão total de 12 km. Cada placa de concreto das pistas de durabilidade mede 5 metros de comprimento, com várias medidas de largura, e pesam de 15 a 18 toneladas, o que exigiu uma complexa obra de fundação.

Campo de Provas da Mercedes-Benz

A técnica de construção civil e os materiais utilizados asseguram 30 anos de uso sem alteração na consistência da fundação e das placas. O projeto ainda exigiu dos construtores uma tolerância máxima de 5 mm na superfície das placas. As pistas garantem um altíssimo grau de repetibilidade dos testes, o que resulta em alta qualidade e confiabilidade no desenvolvimento dos veículos.

O empreendimento recebe a tecnologia de conectividade do Driver Guidance System, que permite conexão global de todas as pistas de testes de durabilidade do Grupo no mundo. Dessa forma, os engenheiros podem acompanhar, em tempo real, todos os veículos que estão sendo testados em qualquer um dos Campos de Provas. Com o sistema de monitoramento de altíssima precisão, é possível verificar todos os dados e informações que estão sendo avaliados num exato momento pelas equipes de desenvolvimento.

Trata-se do único campo de provas do Brasil equipado com uma pista de terra concebida especificamente para testes de ônibus e caminhões que operam em atividades fora de estrada, como os extrapesados. Assim, pode-se simular condições reais de aplicação como no transporte escolar, ou no transporte de grãos, cana-de-açúcar e mineração, por exemplo.

A pista de testes de conforto acústico e térmico completa a estrutura do Campo de Provas. Os testes são realizados de acordo com a norma ISO 10.844, visando a homologação nacional e internacional dos diferentes componentes dos veículos.

O local ainda conta com uma estrutura de apoio com salas, computadores, rede de TI e oficina mecânica. Compartilha com a fábrica de automóveis recursos de segurança, atendimento médico, alimentação e outros serviços aos colaboradores da equipe.

Campo de Provas da Mercedes-Benz

A empresa responsável pela concepção do projeto do Campo de Provas foi a alemã Tilke, que já atende a Daimler na Alemanha. A ela juntaram-se os fornecedores: Minerbo-Fuchs (projeto executivo e gerenciamento da obra), Viobras (terraplanagem), Construcione (contratada geral para a construção do Campo de Provas), Leonardi (produção e montagem das placas de concreto), Gutier (construção da oficina) e Invenio (sistema informatizado de assistência à condução dos testes).

Related Posts