Mercedes-Benz

Mais eficiência nos ônibus rodoviários

Walter Barbosa

Da redação 

A Mercedes-Benz apresentou suas novas soluções para a redução do consumo de combustível em seus ônibus rodoviários. Disponível para os modelos O 500 RS, RSD e RSDD, o pacote para redução de consumo de combustível – “Fuel Efficiency” – reduz entre 2% e 8% o consumo, conforme o modelo e os itens escolhidos pelo cliente. O chassi O 500 R passa a ser equipado com o câmbio mecânico GO 190 da Mercedes-Benz, acionado por alavanca do tipo joystick, com sistema servo assistido.

No total, a linha disponibiliza 21 itens que asseguram elevado padrão de desempenho, economia, conforto e segurança. O pacote “Fuel Efficiency”  já tem disponíveis para os clientes novidades como: nova parametrização do câmbio automatizado Mercedes PowerShift GO 240, compressor de ar do motor com otimização de energia, gerenciamento eletrônico do ventilador do radiador, aumento de torque para o motor OM 457 LA de 360 cv e sistema de desligamento automático do motor.

“O custo do combustível é um dos itens mais importantes na gestão de uma frota. Por isso, não paramos de desenvolver novas soluções para atender às necessidades dos clientes”, afirma Walter Barbosa, diretor de Vendas e Marketing de Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. “Conforme o modelo e os itens escolhidos pelo cliente, além das condições de operação e dirigibilidade do veículo, pode-se chegar a uma redução entre 2% e 8% no consumo de combustível, em comparação com versões anteriores”.

Item de série para o chassi O 500 RSDD 8×2 e opcional para O 500 RS 4×2 e O 500 RSD 6×2, a caixa automatizada Mercedes PowerShift GO 240, de 8 marchas, ganhou um novo programa de troca de marchas, o que resultou em trocas de marcha mais rápidas, com mais agilidade nas saídas e retomadas e com maiores velocidades de cruzeiro a baixas rotações.

O grande destaque no motor OM 457 LA de 360 cv é o aumento de torque de 1.600 Nm para 1.850 Nm a 1.100 rpm. Isso resulta em velocidades de cruzeiro (80 km/h ou 90 km/h) com rotações mais baixas. O maior torque ganha nova combinação com a caixa de câmbio com over drive e redução do eixo traseiro. Essa solução tecnológica proporciona a redução no consumo de combustível.

Vendas de ônibus no quadrimestre

Com 62% de participação no mercado de ônibus, a Mercedes-Benz emplacou 2.217 unidades de janeiro a abril, no segmento acima de 8 toneladas de PBT. A marca aumentou as vendas em quase todos os segmentos, com destaque para os rodoviários com 337% de crescimento. O fretamento é outro segmento de expressiva performance de vendas, em que a marca cresceu 146% no período.

“No volume acumulado do primeiro quadrimestre deste ano, foram emplacados 2.217 ônibus da nossa marca no País, o que representa 95% a mais em relação ao mesmo período de 2017, quando chegamos a 1.138 unidades”, informa Walter Barbosa, diretor de Vendas e Marketing Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. “Estamos notando um aumento de vendas nos rodoviários e no fretamento neste início de ano. As renovações de frota das empresas de transporte de passageiros continuam puxando as vendas, tanto no urbano como no rodoviário.”

O executivo ressalta o ótimo resultado de vendas da marca nos dois segmentos de mercado. “Entre os urbanos, foram emplacadas 1.593 unidades, o que nos dá aproximadamente 82% de participação no primeiro quadrimestre de 2018”, diz Walter Barbosa. “Já nos rodoviários, foram cerca de 50% de participação, com 188 unidades emplacadas”.

O mercado de ônibus tem tido um melhor desempenho, motivado também, pelas modalidades de financiamento bem mais atrativas. No primeiro quadrimestre de 2018, a opção mais solicitada foi a modalidade CDC, que é pré-fixada, oferecendo aos clientes um fluxo de pagamentos fixos, sem variações, superando alternativas de Finame

Related Posts