Destaque Freightliner Internacional Mid-America Trucking Show Protótipos Tecnologia

Freightliner impressiona com o SuperTruck

Freightliner SuperTruck

Certamente, um dos principais destaques do Mid-America Trucking Show é o protótipo do modelo SuperTruck da Freightliner, um projeto que demandou US$ 80 milhões em investimentos. Em tempos de tecnologias sustentáveis, o caminhão atingiu 12 milhas por galão. Essa eficiência de 115% superou em 50% as expectativas de consume e ainda alcançou uma eficiência térmica dos freios de 50.2%. O desenvolvimento deste caminhão ocorreu em parceria com o Departamento de Energia dos EUA.

A Daimler Trucks da América do Norte obteve um ganho de eficiência energética de 115%, mais que o dobro da meta original. O projeto contempla tecnologias já adotadas pelo modelo Cascadia Evolution, da Freightliner, bem como sistemas protótipos para o futuro. O engenheiro Derek Rotz, responsável pelo desenvolvimento do SuperTruck, confirmou que o departamento de engenharia da Daimler Trucks permanecerá debruçado sobre o projeto, com objetivo de manter o desenvolvimento de tecnologias que possam ser adotadas no futuro. “Ao incorporar uma mistura de tecnologias disponíveis com inovações para o futuro, fomos capazes de usar o programa do SuperTruck para dar os primeiros passos e avaliar o que pode ser tecnicamente possível e economicamente viável”, explica Rotz. “Nós ainda temos um longo caminho pela frente para determinar, em última análise, o que será bem sucedido e o que vai alcançar os maiores ganhos de eficiência”, completa.

O teste rodoviário ocorreu em uma rota de 443 km, entre as cidades de San Antonio e Dallas, no Texas, com 29.000 toneladas de carga e uma velocidade média de 65 milhas por hora (equivalentes a 104km/h). Os testes internos ocorreram em uma avançada câmara climática de laboratório da DTNA, em Detroit, proporcionando temperaturas extremas para cima e para baixo.

Freightliner SuperTruck

Uma iniciativa fundamental foi explorar o cavalo mecânico e o reboque como um elemento único, não separado. Durante o desenvolvimento do SuperTruck, os engenheiros da DTNA investigaram como seria a utilização de diferentes tecnologias: híbridos-elétricos, sistemas de direção hidráulica e ar condicionado, aerodinâmica ativa, um sistema híbrido de longo curso, de recuperação de calor e painéis solares reboque foram alguns dos itens avaliados.

Um dos maiores desafios, de acordo com Rotz, era como aliar a eficiência aerodinâmica ao arrefecimento do propulsor. Para isso, a grade do SuperTruck possui uma articulação com aberturas que se abrem em baixa velocidade ou sempre que a refrigeração máxima é necessária. Em velocidades mais altas, como numa viagem, essas aberturas da grade se fecham para fornecer um front-end mais suave.

Outras tecnologias incluem retrovisores com câmeras, recuperadores de calor, mudança preditiva de marchas, trem de força integrado e o uso de materiais mais leves. Algumas dessas soluções, como a mudança preditiva das marchas e o trem de força Detroit já estavam disponíveis no Freightliner Cascadia Evolution. Outras, como na recuperação de calor, e o trem de força híbrido-elétrico, a solução ainda não está economicamente viável.

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.