Destaque GE Transportation

GE Transportation adota Mix Moving Line em fábrica de Contagem

GE Transportation em Contagem

Da redação

A GE Transportation continua investindo na filosofia de Lean Manufacturing, sistema que foi utilizado no desenvolvimento da chamada Mix Moving Line. Trata-se de um sistema inédito na indústria ferroviária, que consiste em uma produção mais eficiente e sustentável de locomotivas. Ao contrário das linhas de produção estacionárias tradicionais, uma Mix Moving Line é projetada para que diferentes modelos de locomotivas sejam montadas em uma mesma linha em movimento.

Dessa forma, a corporação pretende tornar a fábrica de Contagem(MG) uma operação de classe mundial até 2020. Desperdícios no setor industrial impactam diretamente o ganho de produtividade das companhias. Por isso, para evitar possíveis perdas, o Lean Manufacturing, filosofia que visa a eliminação de desperdício e a solução de problemas de maneira sistemática, é considerado um dos principais pilares para otimização dos processos fabris.

“O novo formato de fabricação permite uma otimização de todo o processo fabril e promove a cultura da companhia. Com isso, é possível melhorar toda a cadeia produtiva de ponta a ponta, desde o fornecedor até o cliente final, o que contribui para a entrega de melhores resultados, garantindo um negócio mais competitivo e sustentável”, explicou Afonso Borges, diretor Industrial da GE Transportation.

Através da construção de uma maquete, foram feitas mais de 100 simulações para compreender todos os aspectos e interferências que poderiam afetar a linha de montagem. Só então foi possível definir o fluxo, o layout e o espaço ideal para implantar a Mix Moving Line na fábrica. Hoje, a Mix Moving Line se move em uma velocidade entre 1,15 metros / hora e 2,20 metros / hora. Um dos grandes benefícios dessa nova linha foi tornar visíveis os problemas que ocorrem nas etapas de fabricação da locomotiva à medida que ela é tracionada. Esse atributo auxilia na identificação e resolução rápida desses problemas. Foi a partir dessa característica que o potencial digital desse projeto foi explorado.

“A Mix Moving Line já nasceu conectada. Isso significa que diversos sensores foram instalados para identificar o andamento de todas as etapas de fabricação da locomotiva, de forma que atrasos, problemas e outros dados são informados em tempo real pelo software desenvolvido para gerir a linha. Assim, é possível acompanhar a produção mesmo remotamente” contou Borges.

Related Posts