Destaque Lançamentos Mobilidade & Sustentabilidade Ônibus Volare

Com modelo Access, Volare abre leque de oportunidades

Com chassi low entry, motor traseiro e suspensão totalmente pneumática, protótipo está sendo apresentado a prefeituras e operadores

por Roberto Queiroz

Volare Access

Novo Volare Access

Enxergando oportunidades a partir do projeto Caminho da Escola, que agora terá vertente mais voltada ao transporte urbano de alunos, a Volare lança o modelo Access, primeiro miniônibus da marca com características de entrada baixa, suspensão totalmente automática e motor traseiro. O novo veículo foi projetado e concebido para oferecer total acessibilidade, mais conforto e segurança. Por conta dessas características para os passageiros, deverá ser oferecido também a aplicações urbanas alimentadoras, incluindo operações seletivas de fretamento, transporte executivo e turismo.

Roberto Poloni, responsável pela engenharia da Volare, considera que o grande diferencial do Access é o pacote de soluções que inclui entrada baixa (low entry), motor traseiro com dimensões reduzidas (PBT de 9.200 kg, comprimento de até 9.000 mm, altura externa de 3.130 mm e largura de 2.360 mm). Não se trata de um piso baixo (low floor), apesar de ser chamado dessa forma. “Desenvolvemos um veículo que alia a agilidade e a versatilidade de um miniônibus, com padrão de conforto, segurança e acessibilidade superior ao de modelos existentes nesse mercado”, destaca. O preço de entrada está calculado em R$ 270 mil.

O piso low entry, com suspensão pneumática ‘Full Air’ e sistema de rebaixamento total em até 70 mm, permite que o Volare Access disponibilize melhores soluções de acessibilidade. A rampa, quando aberta, torna fácil, ágil e seguro o embarque e o desembarque de pessoas com necessidades especiais, com ou sem o auxílio do motorista. Com seis bolsas, e sem nenhuma lâmina metálica convencional, a suspensão pneumática ‘Full Air’ reduz significativamente as vibrações transmitidas pelo pavimento. Com esse sistema, o Volare Access pode realizar as operações de embarque/desembarque em apenas 16 segundos. Um ônibus convencional, com elevador, pode tomar até 4 minutos, atrasando o sistema.

O Volare Access é equipado com motorização traseira Cummins ISF 3.8, com 162 cv de potência e torque de 600 Nm @ 1.500 rpm, transmissão mecânica Eaton FSO 4505 C de cinco marchas e direção hidráulica. O motor traseiro, com sistema de refrigeração gerenciado eletronicamente com quatro eletroventiladores, reduzindo o nível de ruído e assegurando temperatura constante de funcionamento. E possibilita fácil acesso aos componentes.

Volare

Complementos – O Volare Access conta com sistema de ar-condicionado, com evaporadores e condensador no teto e distribuição por dutos modulares, que teve sua eficiência otimizada, além de permitir fácil processo de limpeza interna. Essa característica pretende aproveitar o potencial da nova exigência da SPTrans, que obriga a oferta de ar-condicionado em todos os ônibus que forem agregados ao sistema a partir de 2015.

Disponível já agora em fevereiro nas opções urbana e escolar, as configurações variam de acordo com as versões, de 7,3 m e 9 m de comprimento: até 35 assentos mais o cobrador; 21 assentos e um box para cadeirantes ou 16 assentos e três boxes. O chassi tem motor Cummins ISF 3.8, de 162 cv de potência, e transmissão mecânica Eaton de cinco velocidades, mas há planos para um câmbio automático Allison na versão de 9 m. De série, o modelo conta com ar-condicionado e novo formato de vidros que acompanham a altura dos bancos, tanto na área com piso baixo quanto naqueles localizados na parte elevada do piso.

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.