BYD inaugura em Campinas fábricas de chassis e painéis solares

29
BYD_Foto Valéria Abras (27)
Com investimento de R$ 150 milhões na planta, empresa irá gerar 360 empregos

A BYD, gigante global especializada em energia limpa – baterias recarregáveis, veículos elétricos, painéis solares fotovoltaicos, LED, sistemas de armazenamento de energia e TI – inaugurou em Campinas, sua fábrica de chassis e painéis solares e assim passará a ser a primeira no Brasil a oferecer ao mercado projetos de ecossistema zero.

A unidade, que recebeu um investimento inicial de R$ 150 milhões, terá capacidade de produção de 200 megawatts e gerará 360 vagas de emprego diretas. Os painéis solares BYD já estão credenciados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) na linha de financiamento de máquinas e equipamentos (Finame).

A empresa foi primeira a produzir e vender no Brasil ônibus 100% elétricos e também foi a primeira no mundo a produzir um caminhão coletor de lixo 100% elétrico. No país, a BYD também já comercializa carros 100% elétricos para frotas corporativas e táxis, bem como soluções integradas para logística como empilhadeiras elétricas (premiadas em 2016 como a melhor do mundo pelo IFOY), comerciais leves e caminhões também 100% elétricos. Nos planos da empresa para o Brasil, também está investir em Parcerias Público-Privadas (PPP) para novos projetos de monotrilho, área em que a BYD também atua nos mercados globais. “Estamos muito felizes com esse momento histórico, em especial por estar lançando nossas fábricas em Campinas, uma cidade inovadora e movida pelos mesmos sonhos da BYD”, disse o presidente da BYD no Brasil, Tyler Li.

A vice-presidente Stella Li adiantou que em dois anos será construída também a fábrica de caminhões no Brasil, e que entre agosto e setembro deste ano também chegará ao país o chassi rodoviário pesado, que pode ter versão 8×2 e autonomia para 500km.

A primeira linha de produção de módulos solares fotovoltaicos está no mesmo complexo industrial da linha de produção de chassis de ônibus elétricos, que foi inaugurada em 2015 e agora passa a ter produção nacionalizada – a capacidade instalada para a unidade com três turnos de operação é da ordem de 720 chassis/ano, com incremento crescente de conteúdo local. Quando estiverem em operação, os 720 ônibus elétricos representarão uma redução na emissão de poluentes de 81 milhões de toneladas equivalentes de gás carbônico (CO2- gás de efeito estufa), bem como de 8 toneladas de material particulado, 440 toneladas de NOx, 90 toneladas de CO e 13 toneladas de HC.

BYD_Foto Valéria Abras (126)
A empresa foi primeira a produzir e vender no Brasil ônibus 100% elétricos e também foi a primeira no mundo a produzir um caminhão coletor de lixo 100% elétrico.

 

 Double Glass – tecnologia exclusiva – Os painéis solares produzidos no Brasil serão de alta tecnologia exclusiva e pioneira – a Double Glass. Este modelo aumenta a produção de energia em 7% quando comparado com os módulos tradicionais, traz mais durabilidade (50 anos) e apresenta menor degradação do produto – 0,3% contra 0,7% dos painéis solares com EVA -, além de trazer um produto isento de microfissuras, à prova de granizo e PID free (livre de degradação induzida pelo potencial).