Azul quer iniciar voos diários entre Cuiabá e Bolívia

20
A empresa Azul Linhas Aéreas aguarda essa liberação para operar voos diários entre Cuiabá e Santa Cruz de la Sierra.
A empresa Azul Linhas Aéreas aguarda essa liberação para operar voos diários entre Cuiabá e Santa Cruz de la Sierra.

Com a possibilidade de operação internacional do Aeroporto Internacional Marechal Rondon, o governador Pedro Taques entregou ofício ao presidente do Estado Plurinacional da Bolívia, Evo Morales, para cobrar a liberação do voo comercial entre as duas capitais. A empresa Azul Linhas Aéreas aguarda essa liberação para operar voos diários entre Cuiabá e Santa Cruz de la Sierra.

O encontro entre as duas autoridades ocorreu na última sexta-feira, dia 05 de maio, na Bolívia.  “Esse voo é mais um passo no nosso processo de integração regional”, disse Taques. O governo destaca que a Azul precisa do aval da Autoridad de Telecomunicaciones y Transportes (ATT) e Dirección General de Aeronáutica (DGAC) para dar início nas operações entre as duas cidades.

“Esta rota é extremamente esperada para o Estado de Mato Grosso. Apresentamos este pleito em razão da ampliação das oportunidades de turismo e de negócios entre Brasil e Bolívia, especialmente a região Centro-Oeste brasileira, aumentando a relação de irmandade entre estes dois países”, reforçou Taques.

As tratativas para a Azul Linhas Aéreas iniciou em 17 de junho de 2016, quando o governador esteve na sede da empresa e assinou um protocolo de intenções em que a Azul se comprometia a fazer os estudos para saber a viabilidade do voo. Com o resultado positivo, começou então o processo de liberação.

Incentivos – O programa do governo para incentivar voos regionais prevê a redução de 20% do ICMS sobre o querosene de aviação para empresas que operam com voos regulares para, no mínimo, dois municípios do Estado. Empresas que operam com voos regulares em quatro municípios têm redução de 50% no ICMS do combustível. A porcentagem sobe para 60% para operação em cinco municípios. A partir de seis municípios, a redução será de 72% no ICMS do querosene e 84% para empresas que operam em sete ou mais municípios com voos regionais.

Para voos internacionais, o Voe MT prevê a isenção da alíquota do ICMS nas saídas de combustível e lubrificantes para abastecimento de aeronaves com destino ao exterior, considerando que um município mato-grossense seja a origem, conexão ou destino.