• quinta-feira , 27 abril 2017

Artigo: Gestão logística gera crescimento das redes alimentícias

Por Caio Toledo*

CaioToledo1Atuar no segmento de alimentação é desafiador. Há muito espaço no Brasil para crescer, mas existe um caminho a ser percorrido pelos empresários que atuam no segmento quanto à condução dos processos para manter a rede competitiva face às intempéries do ambiente econômico e das políticas do governo.

O setor tem mostrado bons resultados. Segundo a Associação Brasileira de Franchising, o segmento de alimentação domina a lista das 50 maiores marcas de franquias no Brasil, representando 36%. A expectativa de crescimento para 2017 existe, porém, a consolidação vai depender de algumas trilhas ligadas à gestão, liderança e capacitação, que precisam ser percorridas por todos.

Entre os fatores determinantes está o desenvolvimento dos sistemas de gerenciamento de fornecedores, controle de estoques e logística para as unidades franqueadas. A profissionalização dessas atividades gera eficiência e reduz custos com tributos e fretes, diminuindo custos para o franqueado. A redução de custos está diretamente ligada à consolidação do transporte que acaba gerando uma maior eficiência e também a ausência de bi-tributação em alguns modos de operação. Apenas com isso pode-se gerar economias de mais de 20% no preço final do produto em alguns casos.

Com sede em Valinhos, SP, e atuação em todo o território nacional, a W Food Service nasceu devido à essa demanda de mercado e tem como proposta otimizar a relação entre franqueados e seus diversos fornecedores. Em contato com alguns franqueadores, eles nos apontaram essa necessidade. Iniciamos o trabalho com uma rede de franquias da área de alimentação, como projeto piloto, e hoje atendemos a diversas marcas do setor, cada uma com sua própria rede de fornecedores, que são credenciados e contatados por nós.

A solução leva praticidade para os franqueados. Todas as operações são realizadas online, via software exclusivo da W Food Service, de interface simples e de alta eficácia. Funciona assim: uma vez contratada, a empresa passa a ficar responsável por estocar e distribuir os diversos itens necessários para cada franquia. A vantagem, para o franqueador, é que todas as unidades serão abastecidas apenas com produtos homologados, garantindo o controle de qualidade. Para os franqueados, os maiores benefícios são a praticidade de compra via sistema e a possibilidade de fazer pedidos em menores quantidades, sem ter que pagar preços mais altos por isso.

As vantagens desse serviço vão além da padronização. A adoção do novo modelo contribui para o crescimento da rede que, com esta gestão, otimiza a cadeia de suprimentos e pode expandir com segurança sua atuação para todo o território nacional e com custos menores. O software exclusivo nos abre a possibilidade de efetuarmos a concentração logística necessária para uma operação de food service sem necessariamente acarretar em bi-tributação. Ao assumir a cadeia de suprimentos, a W Food Service, por exemplo, permite que os profissionais da franquia direcionem seus esforços para outras áreas do próprio negócio.

A W Food Service tem como foco redes, de todos os tamanhos, desde que dentro do segmento de alimentação – uma área que, por sinal, mostra-se promissora no cenário nacional. Entre os clientes da empresa, atualmente, estão as redes Montana Grill e Big X Picanha.

*Caio Toledo é diretor da W Food Service

 

Posts Relacionados